A FOLHA DO LITORAL

Pesquisa feita na cidade de Ilhabela aponta Márcio Tenório como a preferência da população. “A eleição está polarizada entre Márcio Tenório e Profª Lídia”


HomePage

Na disputa pelo comando da Prefeitura Municipal de Ilhabela


Tendo em consideração os dados contidos na pesquisa realizada na cidade de Ilhabela entre os dias 04 e 08 agosto de 2016, percebemos que o eleitorado divide-se em dois grandes blocos, a saber: aqueles que desejam votar em alguém que represente a continuidade da presente gestão municipal, que somam 35% do universo estudado, e os que preferem sufragar o voto em um candidato que simbolize a mudança no modelo de comando do município, que totalizam 49%.

Nesse contexto, quando observamos a intenção de voto espontânea, aquela sem qualquer tipo de estímulo, constatamos que o grupo da situação (Profa. Lídia e Toninho Colucci) somam 14% das preferências, contra 28% dos candidatos que situam-se no campo da oposição.

Em outros termos, levando em ponderação apenas a parcela que já possui preferência por algum nome, vislumbramos o cenário onde o campo do governo totaliza 33% das preferências contra 66% do âmbito da mudança. Entre esse público, o pré-candidato Márcio Tenório reúne 41% das escolhas. Agora, quando migramos nossas atenções para as aferições estimuladas, o setor oposicionista aglutina 73% das escolhas entre aqueles que optaram por algum nome, sendo que Márcio Tenório possui 38% desse segmento, contra 27% de Profa. Lídia.

Na avaliação de segunda opção de voto, aquela que indica a capacidade de crescimento dos postulantes, Juliana Storti e Márcio Tenório aparecem pontuando na primeira e segunda colocação respectivamente, com a soma de 37%, contra 10% de Profa. Lídia que ostenta a terceira posição. No quesito que mede a rejeição dos nomes sugeridos, o único destaque que merece referência é o do pré-candidato Adílio do PR, que quase iguala a soma de todos os demais nomes adicionados, ou seja, 32% X 38%.

Na soma da primeira MAIS segunda opções MENOS rejeição, o quadro fica da seguinte forma: Márcio Tenório com índice positivo de 40% e Profa. Lídia 26%. Em suma, o eleitor Ilhabelense provavelmente ao final do processo adotará uma postura que flutuará entre a continuidade ou mudança do atual modelo de gestão, e possivelmente encontrará pela frente apenas dois postulantes com chances reais de lograr êxito na disputa pelo pleito, ou seja, Profa. Lídia (continuidade) contra Márcio Tenório (Mudança).

Nilton César Tristão Cientista Político

Metodologia* e estratificações

I - O período de realização da coleta de dados: 4 a 8 de agosto de 2016. Metodologia de pesquisa: Pesquisa quantitativa com aplicação de questionários estruturados através de entrevistas pessoais domiciliares junto a uma amostra aleatória, proporcional e representativa do eleitorado do Município de ILHABELA - SP, com 16 anos ou mais, baseando-se na divisão dos setores censitários do município pelo Censo IBGE 2010, e na divisão do eleitorado local por sexo e idade definida pelo Tribunal Superior Eleitoral.

II - A margem de erro: A margem de erro para o total da amostra é de 5,6% (cinco ponto seis pontos percentuais), para mais ou para menos. 

III - Coeficiente de confiança: 95% (noventa e cinco por cento). 

IV - O número de entrevistas: 302 entrevistas. 

V - O nome da empresa que realizou a pesquisa: OPINIÃO PESQUISA ANALISE E CONSULTORIA LTDA - EPP Nome da entidade que a contratou: EBPS MÍDIAS, SERVIÇOS, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. VI - O número de registro da pesquisa: SP-00393/2016. * Os itens I a VI deverão ser obrigatoriamente informados na publicação.



                                                           

Comente a Notícia!

Seu nome:

Seu e-mail: (não divulgaremos o seu e-mail)

Seu comentário:


Comentários


Ainda não existem comentários para esta notícia.